Tudo sobre detetive conjugal | Saiba como funciona seus preços e valores

 

E quando se trata de problemas que levantam desconfianças, brigas entre os casais, ciúmes, entre outras coisas, o serviço de detetive conjugal se torna o mais procurado, pela agência Malloy Detetive a fim de acabar com qualquer suspeita de que está havendo uma infidelidade / traição.

Mas o que está envolvido nesta investigação? Como o detetive conjugal age? E como os seus serviços podem te beneficiar?

As respostas para essas possíveis dúvidas você encontra no decorrer deste conteúdo.

 

Detetive conjugal – o que é?

O detetive conjugal é um profissional particular que tem especialização para confirmar ou acabar com as suspeitas de uma possível traição.

Este profissional tem treinamento ideal para realizar uma investigação sem que o investigado suspeite de qualquer coisa.

 

Como age um detetive conjugal?

O profissional que exerce a função de detetive conjugal age com bastante cautela e de forma particular.

Isso porque, além da investigação muito complexa e delicada que envolve o monitoramento do suspeito, o detetive também tem de lidar com a pessoa que o contratou.

E para isso é preciso estar apto para manter uma boa comunicação, visto que geralmente a pessoa que o contratou pode estar em um estado de vulnerabilidade, devido à situação arriscada e o emocional que pode estar afetado.

Sendo assim, o detetive conjugal age das seguintes maneiras: Primeiro, na conversa inicial faz um levantamento de todos os dados possíveis sobre o parceiro que será investigado.

Isso se dá com um diálogo feito entre o contratante dos serviço e o detetive.

Está primeira conversa, é responsável por dar a direção de como o detetive pode começar a investigação.

Entre as principais informações que deve ser passada, estão incluídas; a foto do investigado, a rotina de trabalho, o carro, horários, e deve ser informado os comportamentos que levaram a pessoa contratante a chegar na suspeita de traição.

Após todas as informações necessárias serem recolhidas, o segundo passo que o profissional dar é: pedir para a pessoa contratante que as suas ações no dia a dia sejam a mais normal possível.

Isso é importante para que o investigado não comece a desconfiar ou mesmo mudar a rotina.

Tendo tudo o que precisa em mãos, o detetive conjugal entra em ação!

A sua tarefa inicial consiste em submeter o alvo a uma observação, para verificar suas atividades, horários e companhias, e dessa forma obter material que possam revelar ou não a existência de um caso extraconjugal.

O relatório é acompanhado de um registro fotográfico e ou videográfico; como forma de testemunho visual das atividades observadas.

 

Como as provas são apresentadas ao cliente?

As provas são levadas ao cliente após a investigação.

Como acontece?

Depois de acompanhar a rotina do investigado e reunir as provas definitivas, o detetive conjugal prepara um relatório conclusivo para apresentar ao cliente.

Neste relatório estão incluídos os métodos que o detetive usou para executar o trabalho, o horário em que tanto a investigação como todas as atividades realizadas pelo investigado foram acompanhadas e é incluindo as provas que foram levantadas nesse período.

Como complemento do relatório impresso, também é entregue ao cliente um material digital, contendo áudio, vídeo e imagens de toda a investigação.

É bom ressaltar, que todas as provas que o detetive levanta em suas investigações são obtidas respeitando a lei.

Assim, em casos que o cliente precise levar a situação na justiça, as provas coletadas pelo detetive poderão ser usadas de forma judicial, se necessário.

Então, fica claro que o serviço prestado pelo profissional que atua como detetive conjugal é um serviço com qualidade, agilidade e eficiência.

 

A investigação conjugal é confiável?

De maneira direta podemos dizer que sim! Este serviço é tanto seguro como confiável, pois todos os diálogos e informações são mantidas em sigilo em todas as fases da investigação.

Apenas àquele que contrata o serviço e o detetive são os que têm acesso a toda e qualquer relatório coletado no decorrer das investigações.

Mas, um fato a ser levado em consideração é que a investigação não dá garantia de que o parceiro possa estar com outra pessoa.

Isso porque em muitos casos como esses, a suspeita de que há uma traição é totalmente negada, o que é um alívio para o cliente que tinha dúvidas.

O objetivo principal desse tipo de trabalho de investigação é para esclarecer as dúvidas que possam existir em relação à fidelidade do(a) parceiro (a), e assim trazer as respostas que procuram.

Ou seja, o trabalho do detetive é reunir provas convincentes de que há ou não uma traição.

 

Quanto tempo leva uma investigação conjugal?

Em relação a quanto tempo dura a investigação conjugal, isso varia muito pois cada caso é um caso.

Mas de acordo com Malloy (Especialista em investigação conjugal), o mais comum é que essa investigação dure entre 7 dias ou 10 dias.

Está quantidade de dias é um tempo apto para se conseguir desvendar uma traição, levando em conta que os encontros extraconjugais costumam acontecer em algum momento nesse intervalo de tempo.

Porém, é possível também que, aconteça de ser solicitado pelo detetive conjugal mais tempo para a investigação.

Isso pode acontecer no caso de o detetive ter identificado comportamento suspeito vindo da pessoa investigada, mas que ainda não conseguiu reunir provas consistentes durante o tempo investigação.

 

Quando devo contratar um detetive conjugal?

A decisão de contratar alguém para conduzir uma investigação conjugal com certeza não é uma decisão fácil, isso porque a desconfiança e o ciúmes são sentimentos que às vezes surgem a partir de coisas que são simples.

No entanto, há algumas situações em que as desconfianças exigem que certas dúvidas criadas na mente da pessoa sejam esclarecidas.

A fim de que ela possa conviver bem consigo mesmo e possa ganhar estabilidade emocional em seu relacionamento.

Nesse caso, para saber se deve procurar um detetive particular existem alguns sinais que podem ser de ajuda para você tomar a decisão. Por exemplo:

Chamadas no telefone: Se você observa que o seu companheiro ou companheira precisa estar distante, afastando-se de você para atender as suas ligações ou se quando atende o telefone a conversa é por meio de sussurros tendo a ideia de que são conversas secretas ou sigilosas; esse então pode ser um indício forte de que alguma coisa pode estar errada.

Aparelho celular: Como seu cônjuge se comporta com o uso desse aparelho?  Está escondendo? Deixa com a tela sempre virada para baixo ou no silencioso, como se estivesse algo a esconder?

E o tempo de desligamento? Será que ele deixa o celular desligado por muito tempo ou está sempre afirmando que a bateria do celular acabou? Como isso acontece? Qual é a frequência que isso acontece?

Contradições: Como andam as conversas de vocês? Se observou que o seu companheiro ou companheira, vez após vez cai em contradições, esse é mais um sinal que pode sim acionar um detetive conjugal

Vaidade de forma repentina: Se você nota que o seu companheiro ou companheira demonstra uma necessidade maior e mais constante de se manter sempre bem arrumado(a) e bonito(a) e tem se interessado em cuidar mais de si (sendo que ele(a) não tinha esse comportamento antes).

Mudanças repentinas: Outra coisa que pode indicar quando contratar um detetive é o comportamento do cônjuge em relação a rotina que exerce.  Por exemplo: passa a chegar mais tarde em casa e isso acontece com muita frequência.

Esses são alguns sinais que geralmente dão um alerta ao companheiro ou companheira com suspeitas.

Se algum desses casos se parece com o seu e você está tendo dúvidas, a melhor decisão é solicitar uma investigação conjugal.

A recomendação que um detetive conjugal traz é, que antes de pôr um fim em um relacionamento é de extrema importância ter certeza se há uma infidelidade ou não.

E o detetive além de esclarecer a sua suspeita, como vimos antes é apresentado provas concretas que podem ou não ser usadas em casos judiciais (se for a vontade do cliente).

E em muitos casos o resultado da investigação nem sempre é como o cliente espera.

Então, é importante ter em mente que o papel do detetive particular é mostrar / apresentar apenas a verdade ao cliente, com provas concretas que evidencie a sua afirmação, contendo ela uma traição ou não.

Avalie esse post